Alimentação, atividade física e saúde mental

A alimentação é uma necessidade básica e objeto de contestação. O que comemos é
construído e tem significado cultural, emocional, político e econômico. Como em muitas
outras áreas da saúde, as explicações para as diferenças nos comportamentos alimentares e
relacionados à dieta giraram em torno de se os fatores responsáveis por essas diferenças são
individuais (psicológicos e biológicos) ou coletivos (sociais e culturais). 1 Tais explicações,
entretanto, sugerem que tais fatores motivacionais diferem significativamente entre pessoas
com diferentes níveis de escolaridade e renda. 1 Resultados de estudos comportamentais e
psicológicos indicam que as decisões alimentares são freqüentemente baseadas mais na
emoção do que no pensamento racional. 2
Relevância para a saúde hoje
Globalmente, a saúde mental é uma área da saúde pública que muitas vezes tem baixa
prioridade de pesquisa e cujos impactos sobre o bem-estar humano e social são normalmente
subestimados. É também uma área da saúde pública na qual existem disparidades entre os
grupos socioeconômicos, tanto no acesso quanto na qualidade dos cuidados e tratamento. 3
Os transtornos de saúde mental compreendem uma ampla classe de doenças, desde
transtornos leves, como fobias sociais e medo de falar em público, até doenças graves,
incluindo depressão e ideação suicida. Muitos transtornos mentais também podem levar a
outras doenças crônicas e até à morte.Ponto de venda hapvida igarassu